“A Santa Dulce dos Pobres realiza milagre todos os dias através das Obras Sociais Irmã Dulce”, declara Arthur Maia

“A Santa Dulce dos Pobres realiza milagre todos os dias através das Obras Sociais Irmã Dulce”, declara Arthur Maia

Durante pronunciamento no plenário da Câmara dos Deputados, na noite desta terça-feira (15), o deputado Arthur Maia destacou a importância do trabalho realizado pelas Obras Sociais Irmã Dulce e declarou que a Santa Dulce dos Pobres “realiza milagre todos os dias através da Instituição.

“Para ser considerado santo perante os católicos, é necessário a comprovação de milagres, milagres santos que salvaram vidas. Para mim, mesmo depois da sua morte, através de suas obras sociais, a Santa Dulce dos Pobres continua realizando milagres todos os dias”, destacou o parlamentar.

Maia lembrou que a OSID é uma das instituições sociais mais destacadas do Nordeste e realiza anualmente 3,5 milhões de procedimentos ambulatoriais na Bahia, sendo 2,2 milhões somente em Salvador, e abriga um dos maiores complexos de saúde 100% SUS do país. A organização conta com um perfil de serviços único no país, distribuídos em 21 núcleos que prestam assistência à população de baixa renda nas áreas de Saúde, Assistência Social, Pesquisa Científica, Ensino em Saúde, Educação e na preservação e difusão da história de sua fundadora.

 

 

 

 

 

Deputado Arthur Maia acompanha cerimônia de canonização de Santa Dulce dos Pobres

O deputado Arthur participou, na manhã deste domingo (13), da canonização da primeira santa brasileira, Irmã Dulce, na Praça São Pedro, no Vaticano. Santa Dulce dos Pobres, conhecida como Anjo Bom da Bahia, nasceu em Salvador em 1914 e realizou um trabalho social fundamental aos mais necessitados.

Durante a missão oficial, o parlamentar baiano falou da emoção de representar a Bahia e o Brasil. “Quanta emoção ao ver o Seu rostinho santo representando a santidade e a fé dos brasileiros na sacada do Vaticano. Temos uma santa no Brasil e para nosso orgulho é baiana”, declarou.

Na noite de sábado (12), Maia assistiu à apresentação do concerto Ave Dulce, do maestro e compositor baiano Roberto Laborda em homenagem à Irmã Dulce, na Embaixada Brasileira em Roma. A ópera abordava a luta do Anjo Bom da Bahia para fundar suas obras sociais e teve participação de mais de 25 músicos europeus, alguns da Orquestra Metropolitana de Barcelona. Também esteve presente o vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, o ex-presidente José Sarney, a sobrinha e superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita, a esposa do parlamentar, Andrea Maron Maia, além de outras autoridades.

Fundada em 1959, pela então freira baiana Irmã Dulce, as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) realizam cerca de 2,2 milhões de procedimentos ambulatoriais, 12 mil cirurgias, além de 18 mil internações todo ano, no complexo hospitalar e educacional, com atendimento gratuito e humanizado aos pacientes. Atualmente, mais de 4,3 mil profissionais trabalham na organização, sendo 2,8 mil funcionários somente no complexo da capital baiana, local onde atuam ainda 300 médicos e 300 voluntários.

Arthur Maia critica Rui: “governador faz apologia ao trabalho infantil”

Arthur Maia critica Rui: “governador faz apologia ao trabalho infantil”

As recentes declarações do governador Rui Costa (PT) para flexibilizar os horários nas escolas da zona rural para que as crianças possam ajudar os pais na colheita foram criticadas pelo deputado federal Arthur Maia (DEM). Para o parlamentar, o posicionamento do governador é grave e faz apologia ao trabalho infantil, especialmente na agricultura, considerada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como uma das atividades que mais trazem prejuízos às crianças.

“Governador, o que é período de colheita para o senhor? A Bahia não tem nenhum período de colheita tão delineado que justifique essa tal flexibilização do horário escolar. O senhor quer incentivar e legalizar o trabalho infantil. Ao invés de fazer apologia ao trabalho infantil, o senhor deveria fazer seu trabalho e ofertar educação de qualidade às crianças, ofertar ensino em tempo integral, indicado por especialistas para o melhor desenvolvimento dos estudantes”, bradou o democrata, lembrando que a Bahia tem o pior Ideb do Ensino Médio do país.

Maia lembrou que a Bahia é o terceiro estado com maior número de registros de exploração do trabalho infantil do país, de acordo com informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) elaborada pelo IBGE. São cerca de 250 mil crianças exploradas na Bahia, que fica atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais. O parlamentar alertou que, caso Rui leve à frente a proposta, medidas cabíveis serão tomadas. “Se esse ato criminoso se concretizar, haveremos de tomar medidas cabíveis. Como se já não bastasse a falta de políticas do governo para combater o trabalho infantil, o governador ainda quer incentivar essa prática para se eximir da culpa. As declarações de Rui Costa são um verdadeiro retrocesso e envergonham a Bahia”, frisou.

O deputado pontuou ainda que o trabalho infantil é resultado dos problemas sociais da Bahia e traz prejuízos incalculáveis para o futuro dos jovens. “Quando uma criança trabalha, reduz seu tempo de convivência familiar e de estudo. Na agricultura, temos um outro fator: o cansaço físico e mental, que faz com que muitas delas acabem abandonando os estudos. A declaração do governador é parte da equivocada noção que o PT tem de promover a ignorância, de atacar quem mais precisa”, criticou.

Fonte: Política Livre