Deputado Arthur Maia garante R$ 3 milhões para assistência técnica rural dos produtores de Ceraíma e Estreito

Deputado Arthur Maia garante R$ 3 milhões para assistência técnica rural dos produtores de Ceraíma e Estreito

Após reunião nesta semana com o diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Daniel Carrara, e o presidente Sistema Faeb/Senar, Humberto Miranda, o deputado Arthur Maia anunciou a liberação dos recursos na ordem de R$ 3 milhões referente ao convênio de assistência técnica rural que deve beneficiar 675 produtores dos perímetros irrigados de Ceraíma, em Guanambi, e de Estreito, em Urandi. O atendimento será feito dentro do programa “Prospera Semiárido” do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em parceria com o Senar e visa contemplar 300 produtores, no primeiro ano, e 375, no segundo. A 2ª Superintendência Regional da Codevasf, responsável pela implantação e co-gestão dos perímetros irrigados, também será parceira no projeto.
O deputado Arthur Maia destaca que este é mais um grande incentivo para fomentar a agricultura no Estado e mais uma importante conquista para a região. “O produtor rural muitas vezes não consegue um bom resultado porque falta assistência técnica, sobretudo na área irrigada. Ele não tem dinheiro para pagar um agrônomo e acaba ficando sem conseguir produzir. O Senar tem sido um grande parceiro neste sentido. Estou muito feliz de poder dar mais essa contribuição para a agricultura regional da nossa região” comemorou. De acordo com o parlamentar, o lançamento do Programa deverá ocorrer até o final deste mês e a data para o início dos atendimentos será anunciada em breve.
Ceraíma
Durante a solenidade de lançamento das obras de reestruturação e modernização do Projeto de Irrigação Ceraíma, que ocorreu em agosto passado, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, já havia prometido contemplar os produtores da região com programas de assistência técnica rural. Agora, a promessa se tornou realidade. “Precisamos dar a porta de saída para aqueles que têm como produzir, aqueles que podem ganhar com seu suor. E com a ajuda de políticas públicas para que vocês tenham dignidade e liberdade de produzir, vender e sonhar cada vez mais por vocês, seus filhos e seus netos”, disse Tereza, na ocasião.
A assistência técnica e gerencial é oferecida de maneira gratuita ao produtor, que recebe visitas de um técnico de campo (agrônomos e técnicos em agropecuária), durante um período de um ano. O trabalho foca tanto em aspectos produtivos da atividade desenvolvida, quanto na questão gerencial e administrativa da propriedade, num modelo próprio desenvolvido pelo Senar. Os técnicos realizam visitas e acompanham os produtores colaborando com a gestão e a tomada de decisões dentro da atividade. Durante os encontros é possível desenvolver o levantamento de dados junto aos produtores e, a partir disso, trocar informações técnicas relacionadas à produção e à comercialização dos produtos. Essa assistência auxiliará na organização da produção trazendo, futuramente, maior retorno financeiro.