Deputado Arthur Maia quer que dinheiro da loteria Timemania seja usado para pagar os salários dos atletas

Deputado Arthur Maia quer que dinheiro da loteria Timemania seja usado para pagar os salários dos atletas

O coronavírus afetou também o futebol. Campeonatos suspensos, jogadores e torcedores em quarentena e receita dos clubes em queda. Preocupado com o atual cenário, o deputado Arthur Maia apresentou um projeto de lei que suspende temporariamente o pagamento das parcelas do Profut, programa de refinanciamento de dívidas dos times de futebol com a União, e repassa o dinheiro arrecadado com a loteria Timemania diretamente aos clubes – atualmente, a verba é automaticamente transferida para a Receita para a redução da dívida com o Profut.

Segundo Maia, o objetivo é que a quantia seja usada para o pagamento de custos de manutenção dos clubes e salários de funcionários que ganham até duas vezes o teto do INSS. O futebol movimenta um total de R$ 52,9 bilhões na economia – quase 0,72% do PIB brasileiro – e emprega 156 mil pessoas no país.

“Para um time entrar em campo, precisa desde a comida ser preparada, do uniforme estar lavado até a manutenção do gramado. Portanto, ajudar os times é garantir condições para pagamento de atletas e também de profissionais que trabalham na jardinagem, lavanderia, cozinha ou limpeza. Vale destacar que não estamos pagando supersalários, mas apenas daqueles que ganham, no máximo, R$ 12,2 mil. Para ser ter uma ideia, 88% dos jogadores ganham menos de R$ 5 mil”, esclareceu. “Ao contrário do que alguns tentam dizer, não estamos injetando dinheiro no futebol. O que esse Projeto propõe é a suspensão do pagamento das parcelas do Profut ao Governo pelo compromisso de que esse mesmo recurso seja usado para pagar salários e contratos. Esse dinheiro será pago mais adiante, quando os clubes se recuperarem financeiramente”, completou.