Deputado Arthur Maia e Nilo Coelho apostam em “revolução” na educação de Guanambi por meio de um programa inovador já adotado no Ceará

Deputado Arthur Maia e Nilo Coelho apostam em “revolução” na educação de Guanambi por meio de um programa inovador já adotado no Ceará

Por intermédio do deputado federal Arthur Maia, o prefeito Nilo Coelho conversou hoje, em uma videoconferência, com o presidente do Conselho do Instituto de Qualidade no Ensino (IQE), Marcos Magalhães, e da coordenadora-geral, professora Iran Freitas, para tratar da implantação do Programa Qualiescola em Guanambi. O programa existe desde 2003, está presente em 19 estados e visa melhorar os indicadores da educação pública municipal, tendo como base as experiências exitosas da cidade de Sobral, no Estado do Ceará.

“O nosso propósito é ajudar na melhoria contínua do quadro de gestores educacionais e professores através de uma forte estratégia organizacional com foco em metas e resultados com base na aprendizagem, autonomia das escolas e um trabalho intenso de alfabetização”, explicou o presidente do Instituto. Em pouco mais de uma década, Sobral partiu da posição 1.366º para ficar em primeiro lugar nacional no IDEB, tanto nos anos iniciais como nos anos finais do ensino fundamental, além de alcançar níveis de qualidade educacional comparáveis aos dos sistemas de educação de excelência mundial, conforme medido pelo PISA.

No encontro, foi apresentado um diagnóstico da educação municipal de Guanambi, revelando que, em 2019, 66% das crianças do 3º ano do Ensino Fundamental não sabiam ler e 40% não sabiam escrever direito. De acordo com Magalhães, isso explica a taxa altíssima de reprovação, sendo de 10,6% nos anos iniciais do Fundamental e 16,1% nos anos finais. “O tema alfabetização tem que ser o ponto focal para ser atacado e aí você vai automaticamente melhorar o desempenho das séries mais avançadas”, defende.

O deputado Arthur Maia revela que conheceu o programa através do ex-ministro da Educação, Mendonça Filho. Mendonça é do mesmo Partido que Arthur Maia e Nilo Coelho, o Democratas. “Os números de 2019 não são animadores, o que constata a necessidade urgente de se adotar uma nova metodologia no ensino de Guanambi. E, agora, a pandemia irá acentuar a já existente crise na aprendizagem no município. A resposta aos choques da Covid-19 na educação precisa ser abrangente e bem planejada para garantir que o sistema de educação municipal seja construído melhor do que era antes”, defendeu.

Nilo Coelho se mostrou bastante interessado e já adiantou que pretende avançar nas tratativas para implantar a metodologia em Guanambi. “Em 2005, Sobral obteve a nota 4.5 no Ideb e, em 2017, a nota saltou para 9.1 em relação aos mesmos anos de ensino. Em Guanambi, o IDEB está em 4,1, uma diferença absurda. Então estamos buscando o que tem de mais exitoso no Brasil para trazer pra cá”, disse.

Também participaram da reunião o vice-prefeito Arnaldo Azevedo, a secretária Municipal interina de Educação, prof. Edésia de Araújo, e a professora Lajucy Donato, que tomará posse como secretária de Educação nos próximos dias.